Você viu? Associação Paranaense de LGBT Surdos é fundada em Curitiba

Foi inaugurada, na última quinta-feira (8), na sede da Aliança Paranaense pela Cidadania LGBT (endereço abaixo), a Associação Paranaense de LGBT surdos (APLS).

A APLS é uma organização não-governamental que surge com o intuito de promover o enfrentamento à dupla discriminação sofrida por pessoas LGBT surdas, bem como possibilitar o acesso à prevenção em HIV/DST-Aids, visto que a diferente forma de comunicação utilizada por essa população, às vezes dificulta o acesso às informações corretas.

“A necessidade dessa instituição é visível. A primeira língua de uma pessoa surda não é o idioma do país em que ela nasce, mas sim a linguagem de sinais (libras) ou seja, os surdos(as) acabam tendo dificuldade de entender certas informações. Precisamos que os materiais de prevenção e também de direitos humanos nos contemplem”, relatou, Paulo Sério, vice-presidente da APLS.

A diretoria da organização é composta somente por pessoas LGBT com deficiência auditiva que, desde o começo do ano, se reunem para a formulação do estatuto da instituição, e uma das primeiras ações propostas do grupo é a realização de um curso de libras. O valor da mensalidade será simbólico e a grade horária terá duração de 9 meses.

A APLS utilizará a sede da Aliança Paranaense pela Cidadania LGBT, localizada na Avenida Marechal Floriano Peixoto, n° 366, 4° andar.

Diretoria:

Julio César – Presidente

Paulo Sérgio – Vice-Presidente

Lyndsen Gabardo – Diretora Administrativa

Conselho Fiscal:

Rafaela P. Hoebel Lopes dos Santos

Naiana Caroline Raad

Carlos Francisco Priprá

Informações:

Assessoria de Comunicação Aliança Paranaense pela Cidadania LGBT

Igor Francisco
Presidente – CEPAC
Centro Paranaense da Cidadania
E-mail:presidencia@cepac.org.br
(41) 3232 1299
(41) 9957 2181

Anúncios

Uma resposta para “Você viu? Associação Paranaense de LGBT Surdos é fundada em Curitiba

  1. paula nunes

    Olá Rafaela!

    sempre tive grande preocupação com a forma de prevenção da comunidade surda em relação a possível contaminação com o virus do HIV e das DSTs.
    é bom que saibam que podem pegar camisinhas masculina e feminina, gratuitamente nas unidades de saúde (nos postos de saúde) de seus bairros. aqui em Londrina é distribuidas nos postos de saúde, acredito que ai em Curitiba também seja.

    Sou mãe da Karina Paula, amiga da Nana

    Abraço, Paula

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s